José Rodrigo Rodriguez

Questão de classe

In Poemas para mim mesmo on 02/10/2011 at 5:45

Na sua casa não se faz por menos
eles são grosseiros de fato,
mas grosseiros como quem?
Grosseiros como um
trabalhador manual embrutecido
pelos tijolos que carrega?
Ou como um executivo
que não lembra de dizer bom dia
para a mulher e para os filhos?
Grosseiros como alguém
que nunca foi para a Europa
e nunca viu a capela Sistina?
Ou grosseiros como quem não leu
Proust e não sabe da existência
dos livros do catálogo da Companhia das Letras?
Na sua família não se faz por menos
eles são mesmo grosseiros,
e grosseiros como alguém que sabe exatamente
o que se deve esperar
no espaço milimetricamente
adestrado
como seu terno e seu vestido perfeitos,
pois eles são mesmo grosseiros
com os olhos de quem olha
nestes olhos de quem vê:
é uma questão de classe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: