José Rodrigo Rodriguez

O barco atônito

In Poemas para mim mesmo on 21/05/2011 at 13:44

O que você me diz ou fala ou
prega,
a diferença que me importa e não me
importa,
pois falar em nome da
verdade
é coisa que todo o mundo
quer,
encontrar a posição
correta
nesta vida que não se
refaz.

Não há ironia em trocar de
barco
quando o primeiro barco
afunda,
não há palanque montado no
verso
do argumento montado no
fundo
é melhor não conversar
mais

como esta fé que move montanhas
como a Palavra que se escuta
a sua fala de profeta
pois o que você me diz não cola,
barco atônito,
eu ouço.

Anúncios
  1. Cara de parede branca, Zé! Cara de parede branca!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: