José Rodrigo Rodriguez

Ira santa (um poema elevado)

In Poemas para mim mesmo on 02/02/2011 at 0:31

tô co cú suado
tô co pé molhado
tô ca mão no rabo
co sovac’ assado

tô co tempo curto
ca cabeça em surto
tô com pavil curto
cê me cham’eu fujo

tô co fome e frio
tô correndo risco
tô co membro rijo
cê me trisca eu mijo

vê se te oriente
tô matando gente
sai da minha frente
tê arrebento os dente

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: