José Rodrigo Rodriguez

Um poema para Roberto Carlos

In Poemas para... on 12/01/2011 at 16:44

Para Paula Vermeersch

Nunca tive vergonha de andar com você
mesmo estando nas rodas de alta cultura
sobre vinhos conselhos, charutos, comida
quem falava de amor, quem falava da vida?

Nunca tive vergonha de amar com você
seu calor faz subir nossa temperatura
a paixão no instante em que o corpo convida
quem falava de amor, quem falava da vida?

Muitos podem dizer que são mais eruditos
em poemas complexos e prosas escuras
entre tantas maneiras de ser e dizer
Rei Roberto é sua esta rima mais pura.

Muitos podem saber bem melhor que você
flutuar sobre cumes de idéias maduras
mas às vezes a vida é mesmo um clichê
ilusão infantil, impulsão sem altura.

Meu amor, eu só quero ficar com você
sem andar tão perdido em selva obscura
quando se chega assim bem no meio da vida
solitário, sem sol, sem paixão, sem saída.

Anúncios
  1. Obrigado! Bj.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: