José Rodrigo Rodriguez

O morto

In Poemas para mim mesmo on 31/10/2010 at 3:48

Seis horas, Dois Irmãos
a mulher da minha vida
brisa ressabiada,
um anel para o poente.

É pouco
viver mais tantos anos
é pouco
comprar água e sabonetes
é pouco
saber o que se passou
é pouco.

Sete horas, Dois Irmãos
o Rio acolhe qualquer sonho
quatro mulheres passadas
terão agora o seu morto.

É pouco
quebrarei todos os lemes
é pouco
lábios queimam em silêncio
é pouco
cinzas revoam em bando
é pouco.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: