José Rodrigo Rodriguez

Entender sem pensar I

In Poemas para mim mesmo on 22/08/2010 at 4:08

As vacas pastando com vontade de comer
doritos
as vacas conversando e pedindo
salgados
as vacas insolúveis atravessando o rio raso
mú!

Fica depois do pasto sem cerca
fica sem cerca do pasto sentado
durante a tropa compactando-se
pata com pata casco capim toco
espasmo baba depois sem toca
entronca batido no chão de relha.

Vaca que poeta mú debanda mú evita
rio mú depressa mú eu canto esperando
mú entender sem pensar mú entender sem
eu vago mú pastando mú sem pressa mú
sem pressa mú
sem pressa mú
sem pressa mú

Anúncios
  1. eu entendi sem entender!

  2. Rs… Pensa assim: “Entender sem pensar”, ou seja, querer viver sem refletir sobre estar vivendo… Sentir apenas, estar vivo apenas, como um animal… Uma vaca…O fato de olhar uma vaca desperta esta vontade que, no poema, vai desfazendo as estruturas gramaticais e vai transformando a escrita em sons meio desconexos… Até atingir o estado de mugido…mú!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: